segunda-feira, 5 de abril de 2010


Fazia calor. Tempo seco. A vontade era que nevasse.
Deitada na cama olhava para as estrelinhas que sua mãe colocara no teto e pensava em como a vida era rica. Rica lá fora. E cheia ali dentro, ali na cabeça que pensa, que gira e cria.

10 comentários:

Mr. Crazy disse...

interessante
escreve bem ein agrota :D
gostei hehe
eu ate que tento escrever mais... rs
fica guardado so pra mim mesmo rs


da uam passada no meu blog tbm :D
^~

Limao =] disse...

otimo texto escreve bem melhor que eu =D enfim so achei um pouco pequeno mais como foi seu primeiro texto que li naum sei bem seu estilo ainda =D + da vo uma olhadinha nos outros =* fui

Fabiano disse...

nem sempre é necessário escrever diversas linhas para demonstrar a profundidade de algo. isso vc fez com mta destreza. parabéns!

Lunaticools disse...

Concisão às vezes é a chave do negócio; melhor, da percepção.

abç
Pobre Esponja

Roberta Veloso disse...

Mas tá um luxo o seu blog hein!
Eu vou te seguir!
Dá uma passadinha lá no meu!

Beijos

Esther Saldanha disse...

Curto e belo. Encantador, diria melhor.

the_k disse...

Muito bom o texto. As vezes prefiros textos pequenos porém profundos.

Arthur D'mello disse...

muito bom seu texto, bem suave e interessante.

www.arthurmelo92.blogspot.com

Marujo da Net disse...

Mto bom, curti o texto!

*May Lopes disse...

Lindo texto,linda foto!