quinta-feira, 15 de julho de 2010

Até a última gota!

Vejo pessoas que admiro indo embora cedo e percebo o quanto a vida é curta. Não quero viver pouco tempo, por mais que minha vida seja intensa. Quero poder me ver morrer aos poucos, ver minha pele flácida e meu rosto velho no espelho. Quero poder olhar pra traz e dizer que no meu tempo era tudo diferente, mesmo sabendo que por mais que as coisas se transformem elas sempre são as mesmas. Quero poder contar para os meus netos histórias que eu vivi em um tempo distante que não volta mais. Contar sorrisos, lágrimas, aventuras, amores, encontros, pessoas, ilusões, desilusões, cicatrizes, medos, sonhos e realizações. Quero poder ter a certeza de que vivi cada gota do que é meu por direito. Não quero que me sobre vida, não vou economizá-la.

Um comentário:

Isabela disse...

Coisa linda, vc tem colocações tão intensas! Tenho orgulho de vc sempre! Seu blog tá lindo! Você já nasceu lutando filha e está cada vez mais forte e linda por dentro e por fora! Te amo e vc é a razão da minha vida.Com todo amor do mundo. Sua mãe.