quinta-feira, 22 de julho de 2010

Vontade

É frágil.
Sensível ao pensamento.
Vontades frágeis.
De ir, viajar, entrar, ficar,sair, pausar.
Um instante.
Já não há mais vontade.

6 comentários:

Gleiceʾ disse...

é como dizem, vontade da e passa.

F! Blogger. disse...

Um texto curto, mas de significado. Realmente, vontades passam e chegam a cada instante... às vezes perdemos, às vezes ganhamos. Ainda assim, somos movidos por vontades, até mesmo pelas efêmeras.

Bem legal, o blog. Parabéns :)



__________________________________
http://compulsiondotcom.blogspot.com/

Lady Marinah disse...

Adorei o texto, curto e explicativo²
vontades vem e vão, como muitas das coisas na vida.

Tamy Mariia disse...

-
adorei! Está de parabéns!

Suzane Morais disse...

Querida Nicole, escrevi um soneto para você, que muito tem a ver com a vontade rsrs:

ENCANTAMENTO

À Nicole

Em uma estelar tarde ornada de sonhos,
cintila o alvo cristal do mistério
com vazios raios difusos e mornos,
dentro da pele e da alma sem critério.

Sensação de cometas sobre espáduas,
estrelas pontiagudas como espadas
ferem o corpo do céu desmaiado
e tombam flores lânguidas de Maio.

Há uma névoa misturando o ar úmido,
como a linda nebulosa andaluz
dentro da veia de um vento túmido.

Dentro, antigas Sibilas sinuosas,
feito grandes esfinges orgulhosas
marcham rumo a um êxtase de luz.

Suzane Morais disse...

Querida Nicole, escrevi um soneto para você, que muito tem a ver com a vontade rsrs:

ENCANTAMENTO

À Nicole

Em uma estelar tarde ornada de sonhos,
cintila o alvo cristal do mistério
com vazios raios difusos e mornos,
dentro da pele e da alma sem critério.

Sensação de cometas sobre espáduas,
estrelas pontiagudas como espadas
ferem o corpo do céu desmaiado
e tombam flores lânguidas de Maio.

Há uma névoa misturando o ar úmido,
como a linda nebulosa andaluz
dentro da veia de um vento túmido.

Dentro, antigas Sibilas sinuosas,
feito grandes esfinges orgulhosas
marcham rumo a um êxtase de luz.