domingo, 17 de janeiro de 2010

Ausência


A minha voz é inaudível


O que fazia falta já não importa mais


Tudo o que tenho é o que faço


Tudo o que sou é o que sei


Não estou mais aqui


Eu e o meu segundo eu é só um eu sem mim.

12 comentários:

Oseas Barbosa disse...

Gostei mtoo da pequena poesia...
mtooo linda... parabens...

Oseas
http://www.toscorama.com.br

Harry | Ivee disse...

'
Meu segundo eu, me completa e me conforta...

• Gostei do blog!

Fê Gugelmin disse...

linda poesia *-*

Alexandre Terra disse...

gostei mt, pequeno mas com qualidade.......parabens!

Candy Power disse...

gostei muito amor :D

Luana Eckert disse...

Conseguiu dizer tudo em poucas palavras, gostei :D
ou de uma maneira mais "vulgar" .. Falou pouco mas falou bonito kkkkkkk

Gosteei do blog :}

xoxo'

Leandro disse...

brigado viu? volte sempre entao :D
bjos

Lenivaldo Silva disse...

Intão isso significa dizer que você não é nada?

inventeseudia disse...

adorei, mt bom o blog.
parabéns, vou seguir.
http://socorroeucresci.blogspot.com/
o meu ! ^^

Kelen disse...

O que é ser sem saber ser o que significa ser dentro deste ser que é o seu SER!
Sim... A Ausência é a companhia mórbida sem a conformidade alheia... Esta sim é sua... Parte de um “eu” talvez inexistente, porém um “eu” livre de convencionalismos e influências baratas. O imo encarcerado se alforria a partir da leveza do nulo!
Adorei...
Parabéns...

OBS* Comente no meu blog... Seu comentário será muito bem recebido!!!
http://www.psico-empatia.blogspot.com/

. disse...

Olá, tudo bom?
Aqui pra seu blog ser divulgado é só vc deixar um comentário pedindo e dizer qual o endereço do blog.

=]

http://divulgawebblog.blogspot.com/

Aninha disse...

Nossa.. pequena mas perfeita !Adorei de verdade.Tbm to te seguindo.